23.9.09

Coisas que não devemos desperdiçar na vida...

Desperdício. A palavra em si já reflete algo negativo. Quem desperdiça joga fora, esnoba, acha que aquilo sempre vai estar lá, na hora em que quisermos, portanto não há problema deixar um pouco , ou muito , daquilo se perder ( em inglês temos uma expressão pra designar isso " take something for granted" ); mas será que será sempre assim?

Tem coisas na vida que não devemos deixar escapar nem um pouquinho que seja, por menor que seja a porção perdida, no final será justamente ela, aquele pouquinho, que nos fará falta, que nos lembraremos com tristeza por termos deixado passar...

  • Carinho e amor não se desperdiçam, afago, cafuné, abraços...cada beijo que deixamos de dar ou receber deixa um espaço ocioso que jamais será preenchido na memória do coração.

  • Momentos com aqueles que amamos também não podem ser desperdiçados. Esses instantes são como ouro em pó que pode se perder por entre nossos dedos se não nos dermos conta do valor daquilo que temos em nossas mãos.

  • Amigos são bens vitalícios. As vezes até os penhoramos. Deixamos que eles fiquem guardadinhos no banco da distância em troca de um trabalho novo que demanda de todo nosso tempo e atenção; mas logo nos lembramos daquele bem de valor inestimável e corremos a resgatá-lo antes que os tomem da gente definitivamente.


Certa vez, ao propor um acordo de paz a uma pessoa que mal conhecia, mas que por algum motivo, demonstrava uma certa implicância comigo,  ouvi a seguinte frase: " Dispenso sua amizade". Na hora aquilo me doeu muito, vocês não imaginam o quanto. Não me rendi. Em casa, chorei doloridamente, mas antes de virar as minhas costas e deixar as lágrimas escorrerem, ainda me sobrou alguma voz antes dos soluços para dizer, " Pois bem, boa sorte no seu caminho então. Meu propósito na vida é fazer amigos, acumulá-los, quanto mais , melhor, mais feliz serei. Não me considero na posição de dispensá-los; se você acha que já tem o suficiente a ponto de esnobar os novos, boa sorte". 


Eu estou bem, obrigada. Não gosto de lembrar desse episódio, é claro, mas já superei. Ela, bem, ouvi várias histórias...mas espero que esteja bem, em paz e feliz.


12 comentários:

Karine disse...

Oi, Kátia! Gostei das tuas palavras e concordo plenamente contigo... Me dei conta desse "desperdício" depois que vim morar na Espanha. Agora, tudo tornou-se mais importante do que era no Brasil: meus pais têm mais valor, meus amigos, irmãos, companheiros de trabalho, alunos... Depois que me separei deles, vi que um carinho que não foi dado por causa da pressa, que um abraço pela falta de tempo não foi dado, que um chopp não foi tomado, hoje, vi que tudo isso me faz falta, e quando vou visitá-los, tento compensar um por um com minha presença - àqueles de quem gosto muito e que me querem bem. E, longe também, tive olhos mais frios para ver quem é verdadeiro ou não comigo. Estranho, não? Mas, foi assim mesmo. Um beijo.

Juliana disse...

ACredito que as amizades verdadeiras mesmo não te deixaram...E essas sim, nunca desperdiçarão seus sentimentos!
Tenho saudades da família e amigos que estão tão longe...E como deveria ter passeado mais em vez de dormir até tardenos fins de semana..rsrsr
Beijinhos!!
Ju e CLAra

Carla Martins disse...

Nossa......que pessoa mal amada!A-fe!

Mitti disse...

Nossa Katia....vc ta certa, não se disperdiça amor e carinho e essa pessoinha ai que te fez essa desfeita é muito da mal amada...affff

bjo linda

tem mais um selinho pra vc lá no blog

bjoka

Cynthia Barreto disse...

Belas palavras Kátia! Acho que alguém para despensar um amigo deve se sentir muito importante, mas um dia ela verá que não adianta se sentir importante sem fazer falta pra ninguém! Os amigos são os melhores bens que podemos ter!

Beijos!!

Ivana Millán disse...

Exatamente...

Sabe, Kátia, me identifico com vc. somos pra cima, animadas e resolvidas. E penso isso mesmo, que não podemos desperdiçar nada das nossas vidas, nem os maus momentos! Até eles devem servir para nos ensinar preciosas lições. Somos recicladoras, não? Reciclamos tudo e transformamos em felicidade =D Algumas coisas serão muito difíceis de se reciclar, mas a gente consegue...

Ninguém vai nos parar! O bem sempre ganha! (a a menina citada aí em cima, eca!!)

Na. disse...

Tem tantas coisas simples que eu não desprezo em função de outras mais 'chiques'... E um amigo então, é que é bom sempre ter mais e mais! Pra rir, chorar, fofocar... Triste pra essa outra pessoa que não aceitou sua amizade!

Cheguei aqui através da sua resenha do livro Ensaio sobre a cegueira, do Saramago, lá no O que elas estão lendo. Gostei bastante. Realment eele tem uma escrita um pouco chatinha pra quem não tem o hábito de lê-la. Este foi o segundo livro dele que li, e foi bem mais fácil que o primeiro.

Xerus
=***

Amanda disse...

Bem vinda fofa!!
Tb estou te seguindo,
amei seu cantinho!
bjos!

Dany disse...

É verdade, Kátia!
A gente só se dá conta de que desperdiça muitas coisas depois que perdemos...
Temos que aproveitar cada momentinho da nossa vida!
Adorei as palavras!

Graça disse...

Gostei muito desta tua reflexão, Kátia.


Um beijo de bom fim de semana... e gostei muito de saber que escreveste sobre Saramago.

Anônimo disse...

Ei adorei seu blog, venha conhecer vc meu cantinho! Grande abraço

arteminha disse...

Ei adorei seu blog, venha vc conhecer meu cantinho! grande abraço