16.9.09

Era uma vez um país diferente...

Era uma vez um país diferente.


Nesse país tudo acontecia ao contrário, o inimaginável era possível naquele lugar. Lá, eram permitidas as manifestações ditas culturais de todos os tipos, inclusive aquelas que faziam apologia ao crime, à violência, à sexualidade desmedida, explícita e até à pedofilia.  


No entanto, naquele país diferente, professores não tinham vez. Aqueles que tentassem reinvindicar por seus direitos, pedir por melhores salários, melhores condições, eram tratados como criminosos, armas eram apontadas para eles, bombas de efeito moral eram lançadas, eles eram feridos e detidos.


Nesse país, os estudantes da rede estadual merendavam com uma renda de 32 centavos por aluno, mas os presidiários do mesmo estado tinham duas refeições diárias no valor de 10 reais cada uma. Diziam eles , no entanto, que apesar do valor alegado, a qualidade da refeição era muito inferior àquela servida nos restaurantes populares à população de bem, como dizem,  que cobravam um real por cada prato ( mais que o triplo da verba das crianças das escolas e um décimo do valor gasto com cada preso em cada refeição ).


É claro que esse país não existe, não faz sentido, não é mesmo? Se ele existisse, levando em conta as contas do governo de 10 reais por refeição, numa família média de 4 pessoas com duas refeições diárias, 30 dias por mês, quanto não se gastaria por mês só com alimentação? Quanto deveria ser o salário mínimo desse país fictício para assegurar , ao menos, a alimentação dessa população?



Além disso, que futuro teria esse país ? Que futuro teriam essas crianças mal nutridas, frutos de uma educação precária, carentes de cultura construtiva e cercadas de violência e promiscuidade? Quais seriam seus sonhos? Talvez usufruirem de um teto, proteção do frio e da chuva, uma cama e 2 refeições ao dia...onde será que eles conseguiriam tudo isso?





Recomendo esse texto da Ruth de Aquino publicado na Revista época de 04/09/09 entitulado " O bonde do Funk agora é cultura".


30 comentários:

Dany disse...

Vc sabe que eu fico doente com essas coisas, né?
Quando penso em cada problema isoladamente, já fico uma arara!
Imagina pensar nisso tudo ao mesmo tempo! Socorro! (minterna!)
Certo estava nosso amigo Estevão quando decidiu ir pra Itália!

Beijocas!

ps.: Não consigo parar de ler o texto de Milena...rs

Everson Russo disse...

Que País é Este? como diria Renato Russo....beijos querida e uma linda tarde.

Lu Olhosde Mar disse...

triste demais, Priscila....

Carla Martins disse...

Um horror....né?

beijos!

Ivana Millán disse...

Mais que um país, amiga, problemas assim são vistos em TODA a América Latina (exceptuando o Chile, talvez?).
Somos o cocô da mosca do cavalo do bisavô do bandido.. tamu no lixo :S

Ivana Millán disse...

Mais que um país, amiga, problemas assim são vistos em TODA a América Latina (exceptuando o Chile, talvez?).
Somos o cocô da mosca do cavalo do bisavô do bandido.. tamu no lixo :S

Beatrix disse...

"Além disso, que futuro teria esse país ? Que futuro teriam essas crianças mal nutridas, frutos de uma educação precária, carentes de cultura construtiva e cercadas de violência e promiscuidade? Quais seriam seus sonhos? Talvez usufruirem de um teto, proteção do frio e da chuva, uma cama e 2 refeições ao dia...onde será que eles conseguiriam tudo isso?"

Me pergunto as mesmas coisas.. =/

Ge Rocha disse...

Seliho para vc flor. bjos

Cachorro Louco disse...

Katia : fico grato por você participar do meu blog .Estamos numa luta para denunciar os comunistas que desgovernam este país ,e cada adesão vai aumentar nossa força.Se nós que somos cidadãos conscientes não fizermos nada ,nossos filhos não terão um futuro digno.Gostei do seu blog ,e voltarei com menos pressa um outro dia poara poder apreciar melhor .Um Abraço

P.S. Seus filhos são lindos ,parabéns a você e ao marido.

Luciana P. disse...

Como eu sou professora também, posso te garantir que há coerência no texto inteiro. Concordo com tudo o que está escrito.
É por isso que desisti de escola pública, desisti de me aborrecer, de achar que eu era injustiçada, que poderia haver melhoras...
Na rede privada, nem lembram que existe escola pública. Mas se fosse possível, era lá que eu preferia estar.


Beijos, muito legal o seu blog!
Parabéns!

Beijos

Luciana P. disse...

Ah, Luciana P. e Ariana são a mesma pessoa... É que estou na conta do meu outro blog, rsrs.

flávia disse...

Seus filhos são lindos!
Esse texto é realmente uma porta para várias reflexões.Quando penso que a cultura é o reflexo de uma sociedade,fico entristecida e com envergonhada.
bjs,

Simne Collet disse...

ei Kátia!! passei por aqui pra retribuir a visita, olhar seu cantinho, salvar o endereço.. pra ver tudinho com calma dpois.. tô numa correria danada!! bjocas

Coisas de casados disse...

Aff! Só de pensar que os nossos governantes estão conseguindo exatamente o que eles sempre desejaram e o povo, a massa, agradece e sorri,me dá um desespero terrível. A luta não é somente dos professores, é da grande maioria dos brasileiros, já que somente uma pequena parcela do povo do nosso país não é dependente do ensino público, mas ao contrário, estamos gastando nosso tempo contribuindo para formar adultos cada vez mais sem cultura. É realmente muito triste.Bjs

O que elas estao lendo!? disse...

Oi, tudo bem?

Sei que você é seguidor/a do blog e gostaríamos de te convidar a fechar este ano conosco com uma resenha sua para o nosso cronograma de fim de ano.
Sim, já estamos trabalhando com as resenhas para o último mês desse ano e os seguidores do blog sao os nossos convidados.

Você poderá fazer uma resenha de algum livro que você já tenha lido; Que tenha gostado ou nao.

Mas antes dá primeiro uma olhadinha no nosso arquivo para nao enviar uma resenha que já tenha sido postada.

http://oqueelasestaolendo.blogspot.com/2008/04/o-que-elas-esto-lendo.html

Obrigada Georgia e Flávia

disse...

Gostei do texto,bom para uma reflexão,um texto que nos faz pensar muito sobre esse nosso Brasil.Atualizei o blog.Bjus

Ma disse...

Belo texto, amiga!!! Arrazou, como sempre!

Mitti disse...

Olá Katia!!

muito triste saber que esse país existe e é o que eu vivo :(

Luciene Medeiros disse...

Olá Kátia!
Agradecendo as suas visitas e pelos comentários.
Estou um pouco sem tempo para visitar os blogs dos meus amigos virtuais, rs.
Adoro a sua visita!
Bjks!!!

Mitti disse...

selinho pra ti
bjoka

Lady from the city disse...

adoro marcelo d2.
essa idéia de mundo é perfeita!
gostei daqui...bjooo

Bruna Vaz disse...

ótima postagem E TRISTE NÉH q bom q gostou da minha postagem bjinhuxxx

Lizandra disse...

:(
nossa! :/

tou triste ao quadrado.
primeiro porque eu não tou conseguindo acompanhar as postagem maravilhosas do seu blog.. [eu não tenho mais teeeeempooo] :'(
segundo.. essa postagem é triste.. =/
mas, vou dar um jeitinho de vim sempre por aqui ;]
beijos! (:

Everson Russo disse...

Um belo final de semana pra ti querida...beijos

Karine disse...

Que triste, não? Eu me pergunto onde estão os conceitos do bom senso ou da boa educação no Brasil. Ontem, li no jornal, que um prefeito de São Paulo ia diminuir as refeições das crianças das creches da cidade porque comer demais faz mal... Eu não sei se é pra rir ou chorar. Tais situações são tão vexatórias que são difíceis de acreditar que existem de verdade.

O mar me encanta completamente... disse...

Oi minha linda,
Pois é, estamos todos traumatizados e tristes.
Mas temos que aceitar e continuar a viagem...
Vim agradecer teu carinho,
e dizer que é sempre uma delicia "viajar" com vc
nos teus textos tão convidativos.


Bom fim de semana.

Deni Maciel disse...

é
sad bue true.
como diz o metallica.
priemira vez aki.
gostei mto
..texto inteligente e sensivel...
parabens mesmo
virei mais vezes

abraço.
ótimo Fds.
se cuida.
e se alguem te parar na rua
querendo q vc siga jesus...
apenas diga Hoje não..nem tenho twitter *-*

Pequena Poetiza disse...

é triste... mt triste...

beijos

Paty Longo disse...

Oi Kátia! Adoro receber suas visitinhas e seu carinho em meu blog. Estou aqui pra dizer que tem selinho para você no meu blog. Passa lá! Beijos Paty Longo

Julia disse...

Oie Kátia, vc passou lá no meu blog e eu vim retribuir a visita e dizer que adorei !!!
Primeiro, como tu é bonita !!! Suas aulas devem bombar de alunos, porque motivação eles tem (desculpa a brincadeira, mas achei bonita mesmo )
Segundo, gosto de falar sobre educacação no nosso país, fiz um ano de magistério, desisti, acho que educar é uma coisa muio dificil, ainda mais nas condições que os professores aqui trabalham, é desumano isso, é falta de respeito com a população, e eu acredito que se o país for melhor educado, metade dos problemas se vão, porque povo educado sabe fazer as escolhas certas e não se ilude fácil, enfim, quando era uma vez tudo e bem diferente neah !!!

Pode ter certeza q semrpe vou passar aqui pq realemnte adorei, seu blog é muito atual !!!
Bjos flor e bom fds !!!