8.12.09

Pré-post - apenas uma reflexão... (continua...)

Há alguns dias atrás...

Eu estava saindo do prédio onde meu filho faz Kumon, tinha ido a uma reunião de pais, e me deparei com um senhor bem idoso com um papel de exame na mão, procurando um laboratório naquele prédio. No verso do papel só tinha o endereço do prédio, não tinha o nome do laboratório, nem mesmo o andar. Ele não conseguia se explicar direito, então as pessoas não entendiam muito bem o que ele procurava, e nem tinham tempo para tentar entender, entendo isso, geralmente também ando assim com pressa e impaciente. No entanto, naquele dia eu estava sem pressa, parei para tentar ouvi-lo, peguei o papel de sua mão, percebi que tinha que fazer um exame. Vi pelo plano de saúde dele que laboratório naquele prédio o aceitaria, era no andar abaixo do nosso. Pegamos o elevador, levei ele até o laboratório, abri aquela porta de blindex pesada que esses consultórios têm e disse pra atendente que ele tinha que fazer um exame. Ao me despedir dele, ele me olhou de uma forma tão grata, tão terna que eu me emocionei. Ele disse: "obrigado, moça, desculpa por tomar seu tempo, é difícil achar jovens assim que ajudem a gente." Desabei. Não levei 10 minutos para deixá-lo no laboratório, foi algo tão simples pra mim, mas que deveria levar horas para ele, além de toda a aflição de não saber pra onde ir e de não conseguir se explicar para os outros.

Bem, depois desse dia, comecei a prestar mais atenção às pessoas a minha volt, principalmente às desconhecidas, pois se preocupar com quem nos é querido é natural, não é mesmo?

Ontem pela manhã, bem cedo, eu estava em um ônibus rumo ao centro do Rio, horário do rush, engarrafamento, coletivo lotado, pessoas irritadas, impacientes. Eu estava sentada bem próxima do trocador; sujeito também carrancudo, irritado, meio rude até; via os passageiros passarem na roleta e ele pedir dinheiro trocado (a passagem custava R$5,30) e ninguém nem se dava ao trabalho de procurar, " Não tenho". Ele pedia para as pessoas esperarem e já estava impaciente porque não tinha onde trocar o dinheiro já subindo a ponte. Lembrei que tinha muitas moedas na bolsa, catei e juntei R$1,00 em moedas de 10 centavos; perguntei a ele: " Quer um real em moedas de 10?" , ele virou pra mim tão surpreso com a oferta e me deu um sorriso tão grande e aliviado, me retornando uma moeda de um real que não pude evitar também sorrir de volta.


Tenho pensado nessas duas pessoas e em outras que já cruzaram meu caminho algumas vezes (lembro de uma mulher na chuva com um bebê que tentava pegar carona em um ônibus, ninguém lhe deixava subir - na época ainda usavamos o vale transporte de papel, tirei um da bolsa e dei a ela, " leva ele pra casa" falei, ela me olhou e subiu no ônibus ) . O que será que teria acontecido se não tivessemos nos cruzado? Outra pessoa teria ajudado? Quero acreditar que sim...O senhor teria voltado pra casa sem fazer o exame? O trocador teria finalmente se estressado com os passageiros, começado uma discussão? O bebe teria pego uma pneumonia? ( espero que esteja bem ). Será que mudei alguma pequena coisa na vida de cada um deles? O senhor fez seu exame e pode se cuidar a tempo, o trocador mudou seu humor e passou um dia um pouco melhor, chegou em casa menos estressado e brincou um pouco mais com seus filhos? Tantas possibilidades...



Esse post continua...aguarde...

18 comentários:

Barbie Girl disse...

Nossa que post!!

É tão bom quando fazemos algo de bom para alguém sem querer nada em troca e receber um sorriso, tão mais valioso que o ouro!
Atitudes belíssimas que deveriam ser seguidas por todos nós, por cada ser humano, talvez o mundo seria bem melhor!!

amei... quero ver a continuação!!

Obs. Você é de SÃO GONÇALO, não é? Meus primos devem fazer Kumon no mesmo lugar que seu filho, o rostinho dele não me é desconhecido... engraçado, sempre morei aí, me mudei esse ano depois do casório para Niterói, pode ser que a gente já tenha se cruzado!

beijos

luluonthesky disse...

Uma vez ajudei uma cega entrar dentro do ônibus, fiquei tão contente em poder ajudar alguem.
Big Beijos

Larissa, Lara, Lalá, .... disse...

Katia
Tenha certeza de que o que vc fez, fez toda a diferenca!!! Eu, sempre, encontrei estranhos que me ajudaram na hora em que eu mais precisava. Por isso eu procuro, sempre fazer o bem sem saber a quem. Aqui, em Barcelona, as pessoas nao sao muitos dadas a ajudar nem a receber ajuda. Teve um dia que a vizinha do primeiro andar estava chegando com sacolas de compras e eu estava esperando o elevado. Fui la' e peguei as sacolas que estavam no chao e coloquei-as na porta dela, ela tinha entrado com as outras sacolas. Nossa! quando ela voltou e viu o restante das sacolas na porta, ficou surpresa, sorriu e me agradeceu como se eu tivesse feito um milagre ... eu achei estranhissimo. Mas e' isso ai', temos que estender a mao ao pro'ximo do jeito que a gente puder ajudar e olha, para mim, e' recompensador. Eu fico feliz so' de ter ajudado e posso dizer que ja' encontrei no meu caminho muitas pessoas boas e que ainda vou encontrar muitas mais ... Beijos

Dama de Cinzas disse...

Muito interessante seu post! Até porque vc no ínicio confessa que em muitos momentos tb está assim correndo a mil... A verdade é essa, estamos todos desesperados pra chegar em algum lugar que nem sabemos direito onde é... E nisso se perde a oportunidade de fazer coisas simples e de tanta importância pros outros...

Sabe que comigo acontece o mesmo... Em alguns dias alguém que precisa me pega num dia tranquilo, paro pra ajudar e o agradecimento da pessoa é algo que te preenche de um sentimento muito bom... Pena que logo depois voltamos a correr novamente...

Beijocas

Bia Mendonça disse...

Eu acredito que mudou sim.
Todos os dias pessoas "tocam" a nossa vida e nos "tocamos" a de outras pessoas. Algumas vezes é de forma ruim, mas as vezes que são boas (principalmente com os exemplos que vc deu) as pessoas não esquecem jamais!
Lindo esse post, Kátia!

bjs

Valéria Russo disse...

KÁTIA..
É SEMPRE AQUELA MÁXIMA...GENTILEZA GERA GENTILEZA...
É TÃO BOM PODERMOS AJUDAR AO NOSSO SEMELHANTE,NOS DÁ AQUELA SENSAÇÃO UNICA QUE VIVER AINDA VALE A PENA...
EU ANDO DECEPCIONADA COM PESSOAS PRÓXIMAS, VAMPIRESCAS DE MINHA ALMA..MAS ADORO AJUDAR OS OUTROS..
MINHA MÃE SEMPRE ME DIZIA: FAÇA O BEM SEM OLHAR A QUEM...
É ASSIM QUE DEVE SER..
SE CADA UM FIZER SUA PARTE, O MUNDO SERÁ MUITO MELHOR PARA TODOS..
PARABÉNS A VC POR FAZER A SUA..
BJUIVOS NO CORAÇÃO..
QUERO LER O RESTO..
AI CURIOSIDADE.....
LOBA.

MR disse...

Na meditação de hoje, o mestre (Budista) disse: "Repare nas pessoas a sua volta. Nao dao a minima para ninguem. Só se preocupam com si. Ninguem pensa no outro, ninguem faz nada pelo outro." Quiz argumentar, mas naquela hora o certo é ficar calado e refletir.
As pessoas realmente não ligam. Não é meu caso, assim como você, e me orgulho disso. Falo com a consciência tranquila.

Desabafando disse...

Adorei seu post...sempre teremos oportunidade de ajudar alguém ou influenciar positivamente a vida de alguém basta estarmos dispostos a isso, a olhar pras necessidades dos outros nem que seja por um minuto e se colocar no lugar do outro. Admiro seu gesto e sua postura pois vc tem razao, muitas vezes na correria deixamos os outros de lado mas nunca conseguimos prever o quanto uma coisa tão simples pode ser tão benéfica a alguém que nem conhecemos. Se cada um fizesse um pouquinho que fosse, com um pouquinho de gentileza tudo seria melhor.

Alline disse...

Kátia, você fez a diferença. Fez alguém mais feliz e ficou mais feliz também. Quer coisa melhor?

Beijão!

Dany disse...

Preciso tomar fôlego antes de comentar...
Tô numa fase meio chorona, sabe?
Então... peraí que eu já volto...rs

Everson Russo disse...

Belissimo seu gesto de carinho e ternura com o senhor, com toda certeza ele nao encontraria sozinho o local do exame, vejo muita delicadeza nessas pessoas mais idosas, temos que respeitar muito, ja viveram uma vida e fizeram sua historia e a nós cabe respeitar ao maximo, e tambem não ha nada melhor e mais gratificante que aquele olhar de agradecimento,,,,não tem dinheiro no mundo que pague, quanto ao onibus, terrivel, mas já acho cara a passagem aqui em BH, 2,3, e ai 5,30 , onde vamos parar com isso, e pior, pagamos e somos mal recebidos....um beijo e uma linda quarta pra ti.

Kriativa Blog disse...

Ola katia, nossa que post lindo esse seu...sabe hoje em dia as pessoas andam tão preocupadas com o EU...EU...EU...que se esquecem dos outros confesso que ate mesmo eu ando na correria e no stress, mas eu acredito sim que voce mudou um pouquinho da vida dessas pessoas a tal soliedariedade esta escassa hoje em dia cada um cuida do seu umbigo e pronto...mas fico feliz ao saber que existem pessoas que ainda se preocupam com os outros isso so mostra o bom coração que você tem...Bjos flor...ah tem selinho para voce no post de hoje fique a vontade para ir buscar. Bjos
http://kriativa.zip.net

Carla Martins disse...

Nossa, Kátia......sei post tá lindo. To até chorando aqui. Que lindo! E que vergonha de, às vezes, estar tão concentrada na minha vida que não tenho "tempo" de perceber as pessoas a minha volta.

Não faço mjal para ninguém, mas se além disso eu ainda fizer o bem para os outros, tanto melhor!

Tentarei fazer diferente a partir de hoje.

beijinhos!

Karla Gisele disse...

Oi Kátia!

*Como sempre,seus posts são profundos e dignos de toda admiração. Parabéns. Fazer a diferença é o importante.

*Obrigada pela opinião lá no(s)meu(s) bloguito(s).

*Ainda estou na caça pelo bendito tapete. Tá difícil de achar. Bjus e boa semana.

Paulo Tamburro disse...

KÁTIA,você está descrevendo e vivenciando com plena consciência, aquilo que é mais desprezível no ser humano: O egoismo!

A essência do egoismo é que achamos que os outros são apenas objetos decorativos no nosso mundo particular e janais os imaginamos, sujeitos e parceiros desta vida em comum.

Até um dos maiores pensadores do mundo, Jean-Paul Sartre, certa vez declaou que :

- O nosso inferno são os outros!

Se um intelectual do porte dele declara isso, então...

Você está numa fase de evolução plena, Kátia, neste planeta de aprendizado e expiações.

As pessoas não desprezam só os idosos e os trocadores, não Kátia:

Elas incendeiam as matas, entopem os rios,os mares, as lagoas com todas os tipos de poluição, estão aumentando o calor sobre a Terra, as geleiras estão derretendo...

As pessoas, repito, não desprezam só os idosos e trocadores, não Kátia:

Elas abortam com os " aspiradores da morte" em clínicas de luxo ou tomando e se enfiando qualquer coisa para assassinar seu filho, dentro do seu útero.

O útero, Kátia, é uma maquina maravilhosa copiadora da vida que Deus, optou por colocar no ventre feminino, e algumas mulheres pensam que é uma máquina de tritutar detritos de um pia.

Veja no YOU TUBE a luta do feto para livra-se do cano da morte!

É um espetáculo inconcebível, e ainda bem que, só praticado por uma minoria de mulheres irresponsáveis!

Nós nos tornamos animais, irracionais,novamente!

Pensamos: no MEU carro, na MINHA casa,no MEU bem-estar, enfim...

Conseguimos fazer uma buraco na camada de ozônio e estamos finalmente, destruindo o mundo.

Portanto,KÁTIA, seu sentimentos e atitudes são nobres, você está acendendo o seu fóforo, já que não pode iluminar o mundo como se fosse um sol. Parabéns.

Mas, sabe KÁTIA, eu estou cada vez mais pessimista.

E tomara que esteja errado!

É por isso que só escrevo sobre humor , e se você quiser conhecer um deles o "HUMOR EM TEXTO", ficaria muito honrado!

É bom conhecer pessoas com vergonha na cara.

Foi excelente tê-la conhecido!

Desculpe alguns excessos!

Um abração carioca!!!

mitti disse...

Poxa Katia, que atos generosos vc fez, fico imensamente feliz de ter acontecido isso com vc, pois um sorriso de agradecimento, um olhar com ternura, não tem preço mesmo.

Já aconteceu cmg algumas situações que me deixaram maravilhadas e tb me levaram as lágrimas...muitas vezes.

confesso que endureci muito meu coração devido a fatos que nada tem haver, eu nao deveria ter mudado, mas hj quero mudar e ser mais sensível.

um precisamos dos outros e o mundo gira sem parar!

um gde beijo pra ti
tava com saudade

Sandra disse...

Olha Menina!
Eu vim através do blog d Barbie.
amei a sua iniciativa.
Pois acredito que cada um de nós tem um pouco de si para dar a alguém.
Vou levarr sim o selo e amanhã postarei na Curiosa.
Amei o seu blog.
Com carinho
Sandra

Amanhã a tarde, postarei o meu texto.
Pois logo bem cedinho terei médico.
Já assisti o filme, lindo e maravilhoso. Assisti várias vezes.
Pois como trabalho na escola, refletimos com os alunos.
PARABÉNS.

JUSTO HOJE, EU COLOQUEI UM POSTER SOBRE A MALDADE DA INVASÃO DOS BLOGS. UMA VIOLÊNCIA VIRTUAL, QUE ESTÁ AI..
MAS FICO FELIZ PELA OPORTUNIDADE.
SANDRA

Lola disse...

Oi, Kátia,
Através de uma amiga cheguei até uma postagem sua e acredito que estou lendo de trás para frente,mas, está valendo a pena... Penso como você e sinto-me bem em fazer isso.

Beijo e continue assim.