26.8.09

Rapidinha da madrugada

Vou dar um micro conselho que ajuda uma enormidade:

"Pense muito, mas muito mesmo, antes de falar algo ou fazer alguma coisa que possa se arrepender mais tarde. Palavra dita e ato feito são eternos, ninguém tira. Pode-se perdoar, esquecer jamais."

Por mais óbvio e lugar-comum que pareça, eu demorei uns bons anos pra aprender isso de verdade, diria até que estou me aprimorando ainda, de vez em quando o sangue ferve tanto, que é muito difícil parar, respirar e segurar um pouquinho, guardar pra depois, mesmo tendo certeza absoluta de minha razão...não é que algumas horas mais tarde não me encontro mais assim tão certa de ser aquela a atitude a ser tomada? Experimente, vale tanto a pena! Mesmo os mais explosivos e até ditos "barraqueiros" como eu podem manter seu auto-controle, principalmente quando os envolvidos são aqueles muito próximos a nós.

Tente e depois sentirá um alívio impagável por ter se dado o tempo necessário; essa compensação, assim como a paz da ausência de arrependimento por sua atitude centrada e controlada, são compensatórias. Eu, a esquentadinha-quizumbeira-de-plantão, garanto.

13 comentários:

disse...

Concordo com vc temos que pensar e muito antes de falar tomar uma decisão para mais tarde não se arreapender dos teus atos,as vezes a gente magoa uma pessoa e depois que passa aquele maomentos a gente para e pensa,nossa não aprecisava ter feito isso.Atualizei ao blog,estamos em festa apareça paor lá.bjus

Danyelle Santos disse...

Esse post foi diretamnete pra mim né? kkkkkkk
Eu preciso ouvir/ler isso todos os dias.
Como eu sou impulsiva, pavio curto e doida! rs
Meu Deus!

Ge Rocha disse...

Oi Kátia, sem bem o que é isso, como eu sou muito detalhista, é muito difícil eu dizer alguma coisa sem pensar, essa é a parte boa. Mas por outro lado, as vezes é melhor dizer e se aliviar no que se calar e martirizar-se... As vezes é o meu caso. beijos

Déia disse...

Concordo plenamente... tem gente que usa a boca como metralhadora...
E depois vive pedindo desculpas...

Ninguem merece quem joga lixo em cima da gente! rs
bj

Ivana Millán disse...

Muito verdade tudo isso.
Semana passada, conversando com um amigo da época da adolescencia, eu disse "é, Lê, faz sentido". Ele se assustou, porque eu nunca tinha dado razão ao meu amigo, dona do meu umbigo todo errado, eu não parava para ouvir. VeSHAME, Ivana... mas pude perceber o quanto cresci de uns anos para cá. Minha boca metralhadora hoje edifica muito mais amizades.
Gostei do tema!

Fran disse...

Pensar duas vezes é de suma importância :)

Beeijo!

Dani Antunes disse...

Amei teu blog, tb.
Esse lay é uma graça!!
Sobre a parte destacada, vc, pelo seu comentário no meu blog, deve imaginar o quanto que isso serviu pra mim.

Voltarei... ;)

Bjinho

Cynthia Barreto disse...

Este é o melhor conseho que já foi dado... Tenho que me aprimorar muitooo ainda nisso..beijos!

Ivana Millán disse...

Respondendo ao comentário de Los Mannys:

hahahaha...

-Tapers: potinho de tapeware
-Postres: sobremesas
-Lúcuma: uma fruta típica daqui, não se parece a nada que tenha no Brasil.. é diferente.. vê no google só =)

16 anos são uma vitória! Devem ser cúmplices até em algum crime já! hahaha... a gente chega lá! =]
Beijos!

Ma disse...

Amiga , depois que as palavras soltara-se da nossa boca, vc não as segura mais! Vc pode até nem sentir o que disse, mas eu por experiência propria que a gente não esquece. mesmo

luluonthesky disse...

Como eu digo, existem momentos para falar e momentos para calar.
Big Beijos

krika disse...

OLá Katia,passeando pelop seu blog e amando...Venha ver o meu....linguagemeafins.blogspot.com

Bia Mendonça disse...

Oi Katia! Escrevi um texto ontem, sobre esse mesmo assunto! E com concordo com cada palavra que escreveu aqui!

bjs